Por Nina Murtinho, .
Carta para o Rio 1
E de uma coisa fique certo, a gente nunca esquece de onde a gente veio, porque você foi o meu primeiro lar, é em você que eu conto a história da minha vida até hoje. E mesmo com tantas tragédias, quando eu falo seu nome as pessoas sorriem e eu me orgulho. Porque foi aí que eu me tornei quem sou hoje e que eu conheci as pessoas mais importantes da minha vida.
Continuar lendo

Por Alan D Braga, .
Carta a um Amor Regressivo 2
Muita coisa aconteceu nas últimas semanas. Ao ver as imagens, dá pra perceber que passei de uma melancolia herdada para uma alegria desmedida, muito em função do rosto novo, lindo, que começa a aparecer ao meu lado do meio para o fim do álbum. O nome dela é Carolina. Ela é natural daqui, como a mamãe... O senhor poderia dizer que a história se repete, mas assim como o cenário, os personagens também são um pouco diferentes.
Continuar lendo

Por Marina Capella e Thamires Mota, .
Comer Consciente 2
Será que existe realmente um problema em desfrutar de um momento repleto de sabores especiais e tradição? Vivemos em uma época de hipervalorização da estética, da magreza, onde a maioria de nós faz loucuras na busca por um “corpo ideal”. Esse padrão de comportamento está nos deixando doentes, nos fazendo viver em restrição e comer com culpa e angústia.
Continuar lendo

Por Samara Soriano, .
Nutrição Emocional
Guardo na memória os almoços de domingo que a minha avó preparava para toda a família. Era sempre macarrão com carne assada. E se fechar os olhos, ainda sinto na boca a textura inigualável do bolinho de carne que ela fazia, que nem minha mãe ou minha tia conseguem imitar porque não é questão de receita.
Continuar lendo

Por Samara Soriano, .
Entre o sensual e o sensível 1
Apesar de toda a sintonia de anos, ficar de frente para a câmera não é das posições mais confortáveis. Embora o roupão fosse uma intimidade meramente sugerida, a gente se sente mesmo nua no foco daquela lente virada pra gente. E, por isso, Dai era nada menos que fundamental.
Continuar lendo

Por Samara Soriano, .
Meu Tipo de Beleza 2
Eu sou o tipo de beleza que evita as notícias violentas dos telejornais para proteger a doçura da vida e que escolhe os filmes mais bobos e românticos para viver na ficção a história de amor que demora a chegar.
Continuar lendo